Casa Amora

M E N U

Casa AmoraCasa Amora

Fora do esperado. Por dentro da beleza.
Explore

O Bairro

Lisboa. Linda. Luz.

A Casa Amora fica num dos bairros mais centrais, e especiais, de Lisboa. Muito perto do Jardim das Amoreiras, uma praça rodeada de prédios não demasiado altos, que é um pouco o “jardim privativo” de quem tem a sorte de morar aqui. Mesmo ao lado do Museu Arpad Szenes / Vieira da Silva e da Mãe d’Água do Aqueduto das Águas Livres, onde funciona hoje o Museu da Água. O Aqueduto do século XVIII é um dos símbolos do bairro, assim como a casa onde viveu a pintora Maria Helena Vieira da Silva.


O bairro deve o seu nome aos campos de amoreiras que aqui existiam antigamente, já que era uma zona de quintas e de cultivo. Só no século XVIII surge como bairro residencial, desenhado para os fabricantes de tecidos de seda. À volta da Fábrica de Tecidos de Seda constroem-se as primeiras casas. Muito perto da Rua da Escola Politécnica e da Rua de São Bento, com a suas lojas de antiguidades e galerias, está a dois passos do Chiado e da Avenida da Liberdade.


Apesar de estar no centro da cidade, o bairro das Amoreiras mantém um ritmo muito próprio e uma personalidade característica, tão vibrante quanto sossegada. Como se estivesse profundamente ligado à cidade de que é parte e ao mesmo tempo levasse uma vida autónoma, mais tranquila e reservada. Mundano e privado, extrovertido e secreto, é como um artista que reúne em si a luz e a sombra. É esse o seu encanto.




GuestCentric - Hotel website & booking technology